to content

Aljustrel

geral@mun-aljustrel.pt (+351) 284-600-070
redes sociais redes sociais redes sociais
Notícias
Pesquisar Notícias
calendario
Loading...
17 setembro, 2020 Monotorização a IPSS do concelho e reforço de medidas municipais para prevenção da Covid-19

No âmbito das medidas de prevenção ao combate à pandemia provocada pelo Covid-19, a Câmara Municipal de Aljustrel, através do seu serviço de Proteção Civil e em conjunto com as demais entidades competentes, designadamente o Centro Distrital de Segurança Social e a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (Ulbsa), onde se inclui o Centro de Saúde de Aljustrel, tem vindo a realizar ações de monotorização às instituições de solidariedade social (IPSS) do Concelho de Aljustrel.

Estas ações, que já vão na terceira ronda, pretendem averiguar os procedimentos que estão a ser efetuados, designadamente em termos de medidas de prevenção para controlar a pandemia, como utilização de material de proteção individual, medidas de distanciamento social, desinfeções, entre outras. O objetivo é contribuir e zelar para a diminuição dos fatores de propagação e reforçar as medidas preventivas no Concelho de Aljustrel.

Com o intuito de acautelar ainda a possibilidade de uma segunda vaga e delinear estratégias para o tempo mais frio, nomeadamente com a chegada do outono e do inverno, a Câmara de Aljustrel irá reforçar também a sua ação e intervenção, desenvolvendo e atualizando Planos de Contingência Municipal, nomeadamente para as áreas do desporto, da educação e do associativismo.

Reunir-se-á ainda, também com a intenção do fortalecimento de medidas e de planos, bem como de estratégicas a colocar no terreno, a Comissão Municipal de Proteção Civil, e serão promovidas iniciativas de renovação de conhecimentos na área das desinfeções, que serão direcionadas para as IPSS e para os auxiliares de ação educativa.

Município
16 setembro, 2020 Aljustrel volta a ter a segunda maior taxa de fecundidade do País e a maior taxa de natalidade do Baixo Alentejo

O Concelho de Aljustrel voltou, em 2019, a ter a segunda maior Taxa de Fecundidade Geral do País. Recorde-se que, tal como em 2017, só Lisboa apresenta números mais elevados.

Segundo os últimos dados, revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o Concelho de Aljustrel apresenta uma taxa de fecundidade geral de 56,0. Lisboa, por sua vez, que lidera esta taxa, apresenta um valor de 62,1.

De acordo com o INE, o Concelho de Aljustrel, e tendo em conta o índice sintético de fecundidade, é o segundo território de Portugal onde é maior o número médio de filhos por mulher em idade fértil, nomeadamente de 2,1. Em Lisboa é de 2,3. De referir que no Continente o número médio de filhos por mulher, registado em 2019, foi de 1,43.

De salientar que, segundo ainda o Instituto Nacional de Estatística, Aljustrel, no que diz respeito ao Baixo Alentejo, é também o concelho onde é apresentada a maior taxa bruta de natalidade, designadamente de 9,9.

Para a Câmara Municipal de Aljustrel, estes voltam a ser dados animadores e que, não sendo suficientes para resolver o problema que se iniciou há muitos e muitos anos, de perda populacional, no concelho e em todo o interior do País, ajudam a renovar a esperança. E reforçam ainda a convicção de que Aljustrel, cada vez mais, se afirma como um concelho dinâmico e cada vez mais atrativo, nomeadamente a nível económico, social e também demográfico.

Significa ainda que o Concelho de Aljustrel tem tido a capacidade de manter a qualidade de vida, onde as famílias encontram excelentes condições para criarem os seus filhos, e, sobretudo, o emprego, através da atração de diversos e importantes investimentos e nas mais diversificadas áreas.

O município reforça assim o compromisso de tudo continuar a fazer para manter estes padrões de vida, na certeza de que ainda existe muito trabalho pela frente e caminho para percorrer.

Município
08 setembro, 2020 Já são conhecidos os vencedores do 3.º e último sorteio da iniciativa "Aljustrel Compra Local"

Realizou-se, no sábado passado, dia 5, o 3.º terceiro e último sorteio da iniciativa “Aljustrel Compra Local”, referente ao mês de agosto, e que, mais uma vez, contou com o patrocínio da empresa mineira Somincor.

Recorde-se que esta é uma iniciativa da Câmara Municipal de Aljustrel, com o intuito de impulsionar as compras e aquisição de produtos no comércio local, diretamente aos produtores e nos serviços de restauração e de venda de petiscos do concelho.

O 1.º prémio, no valor de 500 euros em compras, corresponde ao n.º 63653, tendo a senha sido depositada por Ana Rosa. Já o 2.º prémio, um vale de 250 euros em compras, foi entregue na senha com o n.º 79353, sendo a vencedora Tatiana Teixeira. O 3.º prémio, no valor de 150 euros em compras, diz respeito à senha 40584 de que é titular Felisberto Galope. O 4.º prémio, por sua vez, um vale de 75 euros em compras, foi entregue a Célia P., com a senha número 07731. O 5.º e último prémio, que corresponde a um vale de 50 euros em compras, saiu na senha com o n.º 118066, pertencente à titular Laura Valente.

Durante os meses que decorreu esta iniciativa, a cada consumidor que adquirisse produtos no comércio local e aos produtores, ou que frequentasse os estabelecimentos que servissem refeições e petiscos, era entregue uma senha por cada 10 euros em compras. Senha à qual estava associado um número e que, depois de devidamente preenchida, era colocada no recetáculo selado que se encontrava no Mercado Municipal de Aljustrel.

Economia
03 setembro, 2020 Concelho de Aljustrel tem a maior plantação de canábis para fins medicinais da Europa

É no Concelho de Aljustrel que está fixado o primeiro projeto de produção de canábis para fins medicinais no Baixo Alentejo. Um investimento, da responsabilidade do grupo Holigen, que começou a ser instalado no ano passado, na Freguesia de São João de Negrilhos, e que, neste momento, já conta com a maior plantação outdoor (exterior) da Europa, embora este grupo também aposte neste território no cultivo em indoor (interior).

São cerca de 45 mil pés espalhados, atualmente, ao longo de 9 hectares. Acontece que, em 2021, a produção irá aumentar exponencialmente, uma vez que irá ser alargada a 40 hectares. O cultivo, esse, acontece preferencialmente em outdoor.

O presidente da Câmara Municipal de Aljustrel, Nelson Brito, visitou, ontem, terça-feira, dia 1, este projeto que ainda está na sua primeira fase e ficou a conhecer os viveiros, incubadoras de plantas, mas também os diversos locais de experimentação das diversas variedades de espécies, de modo também a inteirar-se, junto dos promotores, das várias técnicas que estão a ser utilizadas, mas também daqueles que serão os próximos passos que vão ser dados para o desenvolvimento deste investimento no concelho.

Recorde-se que este é um projeto que pretende ir do campo à farmácia e em outubro dever-se-á iniciar a colheita, recorrendo-se aos mais sofisticados meios tecnológicos. Nesta fase perspetiva-se a criação de 65 postos de trabalho.

Para a Câmara de Aljustrel, este é um projeto importante, não só para o concelho, mas para a região, uma vez que se trata de um investimento pioneiro e com enorme potencial de desenvolvimento e de disseminação.

Economia
back-page
Página Anterior